Prefeita Maria suspende aulas e decreta situação de emergência na saúde de Alagoinha

A prefeita de Alagoinha, Maria de Zé Roberto (PSDB), decretou nesta quarta-feira (18) situação de emergência na saúde pública do município. Maria também apresentou medidas preventivas contra a disseminação do COVID-19, o novo coronavírus. A gestora decidiu conceder férias, a partir de abril, a servidores municipais que realizaram viagens a serviço da Prefeitura no âmbito nacional ou exterior.

No decreto, Maria suspendeu ás aulas da rede pública e partícula a partir desta quinta-feira (19). A suspensão das aulas irão prevalecer por um período de 30 dias, havendo a possibilidade de prorrogar a medida.

Eventos esportivos, religiosos, artísticos, culturais, políticos e comerciais estão suspensos no município. Essas medidas prevalece para ambientes abertos ou fechado com a capacidade a partir de 100 pessoas, e recomenda a distância mínima de dois metros entre as pessoas.

O decreto autorizada a realização de despesas com licitação para a contratação de profissionais e pessoas jurídicas, aquisição de medicamentos e outros insumos para o enfrentamento da pandemia.

Não existe motivos para pânico, contudo, ás medidas são tomadas de acordo com as orientações das autoridades em saúde, a exemplo da Organização Mundial de Saúde (OMS), Ministério da Saúde e a Secretaria Estadual da Saúde. Os órgãos orientam a população a evitarem qualquer aglomeração de pessoas, e pedem para que permaneçam em suas residências.

COMPARTILHAR